quarta-feira, 19 de maio de 2010

Responsabilidades de seus atos


 Desde que o homem foi criado por Deus, ele recebeu responsabilidades como: dar nomes aos animais (Genesis 2.19), cuidar da criação de Deus e obedecer a Deus. Ele teria que ser obediente.


A obediência é a parte mais importante das responsabilidades do homem. É uma lei gravada no em seu coração corrompido. Por isso, aprendemos que devemos obedecer aos pais, aos chefes e principalmente a Deus.

Foi por causa da desobediência do primeiro homem, que entrou o pecado no mundo, desde então houve um desequilíbrio em toda a Criação. O homem foi condenado pela sua decisão e toda sua descendência sofreu as conseqüências.

Hoje os homens são totalmente cegos, corrompidos pelo pecado, burlam todas as regras e leis para terem uma vida voltada para satisfazerem seus desejos e interesses insaciáveis. A corrupção é o fator mais forte que causa a desobediência. Muitos se envolvem no sistema em que estão inseridos. É a lei do menor esforço que leva a humanidade a agir de forma errada para alimentar seus impulsos. O homem tem que obedecer às leis de trânsito, as leis do município, do estado, do país, mas em todas estas, sempre descobrem uma brecha para agirem de forma aparentemente legal, mas por trás agem no erro constante. Assim, a normalidade nesta ação leva as pessoas a estarem acostumadas a viverem no erro como se fossem certos.

Um dos maiores problemas da humanidade é que o homem não assume seus atos irresponsáveis. Ele age indiscriminadamente contra o meio em que vive e contra eles mesmos. Ele transfere para os que estão em sua volta, quer estejam nas funções de pais, ou chefes e lideres. A sociedade está transformada, longe dos padrões criados por Deus. As influências negativas são geradas de forma natural e lançadas de modo exacerbadas pelo sistema globalizado gerando necessidades incontroláveis.

A vida atribulada do cotidiano em busca do ter, trás conseqüências irreversíveis. Na correria da vida, as pessoas não param, a alimentação é irregular, o descanso é irregular, o lazer é irregular. A irresponsabilidade pelo seu próprio ser, criou um padrão sem afetividade e insensíveis a sua própria condição. Caminhando em uma estrada sem volta, o homem chega ao abismo de sua vida sem perceber que não há mais solução, se não despertarem para voltar para o criador.

O que o homem não sabe, é que todos seus atos irresponsáveis terão que ser prestado contas com a justiça terrena e impreterivelmente pela justiça divina. Paulo diz: “Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam.” (1 Coríntios 10:23), o autor de Eclesiastes, também diz que o jovem aproveita a vida ao máximo seguindo o seu enganoso coração, mas ele tem que saber que de tudo o que fizer e disser, um dia prestará contas a Deus. (Eclesiastes 11:9)

Quando o homem recebe Cristo, ele nasce de novo, conseqüentemente adquire uma responsabilidade maior: representar o Criador, com sua própria vida, neste mundo tenebroso. E neste momento temos que ter o cuidado de testemunhar o amor de Cristo. Seremos cobrados pelos homens e por Deus, uma vida honesta, correta de responsabilidade.

Você está cumprindo esta responsabilidade? Como são os seus atos diante dos homens e diante de Deus?

Pense nisso!

Pastor Edson Sobreira Alves

Nenhum comentário: