quinta-feira, 26 de maio de 2011

ESTOU TREMENDO DE FRIO, MAS PIOR QUE ISSO É SENTIR FRIEZA ESPIRITUAL.


Você já sentiu frio? Um frio de rachar?

A maior parte da região nordeste do Brasil tem característica de clima quente, no verão, turistas de todo país e do mundo vão às belas praias dos estados litorâneos do nordeste brasileiro. Mas ao contrário, na região sudeste e principalmente no sul, nos períodos do outono e inverno as temperaturas caem de uma forma assustadora. Quando comecei a trabalhar em empresas aos dezesseis anos, morava na região leste da grande São Paulo, distante do centro da cidade uns quarenta minutos, levantava cedo para ir ao trabalho, mais ou menos às cinco horas todas as manhãs, para pegar o ônibus tinha que enfrentar uma fila enorme e se chegasse tarde poderia estar lotado, então teria que esperar outro. Mas, o mais terrível era quando chegava à época de frio. O frio se juntava com uma “garoa fina” e cortante, tinha que passar por um campo lamacento até chegar ao ponto para pegar o coletivo. Pela manhã tinha que esquentar a água para tomar banho, quando abria a torneira, a água não descia, pois estava congelada.

Depois de algumas décadas, já casado e morando no Ceará, estado de clima quente no nordeste brasileiro, tive a oportunidade de viajar para os Estados Unidos, era no mês de novembro, justamente na época em que começa o frio também na região nordeste daquele país. Eu estava na divisa dos Estados Unidos com o Canadá, nunca tinha visto tanta neve, e nunca tinha sentido um frio tão intenso, mesmo estando agasalhado dos pés à cabeça, mesmo com aquecedores, nas casas, nas repartições públicas e nos veículos. Mas eu passei por um frio ainda mais intenso e esse eu nunca esqueço, quando voltava, tive que fazer uma escala de voo em outro estado naquele país para seguir viagem na manhã seguinte, no aeroporto tivemos que ficar um tempo do lado de fora esperando uma “van” para nos levar ao hotel em que íamos passar aquela noite, do lado de fora o frio foi tão intenso que parecia que íamos rachar, lembro-me que tive que andar de um lado para o outro esfregar braços e pernas, correr para o lado de dentro do aeroporto de vez em quando e voltar para fora, foram alguns minutos que nunca me esqueci.

Na vida cristã também passamos por momentos de frieza.

Nosso Criador controla todas as coisas, Ele governa as chuvas, e assim providencia alimentos para os animais e as aves, não fica contente quando o homem confia na própria capacidade, mas fica satisfeito quando as pessoas servem a Ele e confiam nos seus cuidados amorosos. O Salmista diz: “Louva, Jerusalém, ao SENHOR; louva, Sião, ao teu Deus. Pois Ele reforçou as trancas das tuas portas e abençoou os teus filhos, dentro de ti; estabeleceu a paz nas tuas fronteiras e te farta com o melhor do trigo. Ele envia as suas ordens à terra, e sua palavra corre velozmente; dá a neve como lã e espalha a geada como cinza. Ele arroja o seu gelo em migalhas; quem resiste ao seu frio? Manda a sua palavra e o derrete; faz soprar o vento, e as águas correm.” (Salmo 147:12-18). O Senhor de toda criação garante a segurança e a prosperidade do seu povo, com paz e com provisões abundantes.

Então, porque o cristão fica frio espiritualmente? Certa vez o Senhor disse o que está registrado no Evangelho segundo Mateus: “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos.” (Mateus 24:12).

A palavra iniquidade no original significa aquele que despreza e viola a lei. Então podemos concluir que aquele que transgredi a lei influencia a frieza. O esfriamento do amor não acontece somente com aqueles que transgridem as normas, mas para aqueles que estão envolvidos com os mesmos. É contagiante. As pessoas são fracas e absorvem comportamentos, linguagem, aparência, vestimenta, etc. Cada vez mais somos envolvidos. Mas isso não acontece somente no mundo ou nas pessoas que não tem o padrão de Cristo, o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim.

Quando falamos de frieza espiritual estamos falando de crentes que estão deprimidos envolvidos com seu próprio eu, esquecendo-se qual é sua verdadeira identidade perante o Criador.

O mundo nos envolve, e os valores são trocados, nossas prioridades vão sendo agrupadas de forma errônea. Então, nos sentimos incapazes, tristes, achando que estamos sofrendo, que Deus está nos castigando e finalmente estamos frios diante da grandeza do nosso Senhor.

Não conseguimos enxergar mais os valores cristãos, estamos com nossos olhos obscurecidos com as imagens que são colocadas em nossas mentes diariamente, o consumismo, o poder, a posição social, o reconhecimento, a evidencia, nos dilacera, nos leva a uma prisão que outrora estávamos, fomos libertos e agora queremos voltar. Estamos tendo a atitude do povo hebreu no deserto depois de ter sido liberto do cativeiro do Egito.

Nossas igrejas hoje estão em um marasmo, um esfriamento espiritual, uma geleira do polo norte em relação ao Criador, nosso louvor, adoração e nossa oração não passa do teto. Estamos buscando a alegria aqui na terra, e não estamos vislumbrando o por vir. Vemos crentes frios quando falamos do amor e da justiça de Deus, seus rostos ficam tristes, suas atitudes são de inércia, sua função de igreja está sendo estagnada, como um homem idoso sem forças que espera sua pequena aposentadoria para parar e esperar... Irmãos, eu fico indignado, e sei que muitos vão me criticar.

Mas eu não entendo porque os cristãos dos nossos dias precisão ser motivados com festas, com eventos, com conforto, com todas as coisas que o mundo busca. Não sou contra estas coisas, nosso Senhor é capaz de dar a todos nós todas estas coisas, desde que tudo isso seja usado para que o Seu nome seja glorificado. Mas, estou falando que quando vamos organizar um evento de comemoração na igreja que envolve comida, ou passeio todos ficam motivados, mas quando vamos organizar um evangelismo, uma vigília, um culto de oração, ou mesmo na escola dominical, a frieza espiritual aparece. Assim como nosso Deus faz conforme sua Palavra registrada no Salmo 147: 18 “Ele envia a sua palavra, e o gelo derrete; envia o seu sopro, e as águas tornam a correr.” Ele tirará esta frieza dos irmãos que estão dormindo neste mundo em que devemos orar e agir, oração.

Veja sua vida! Você está frio espiritualmente? Peça força ao nosso Deus. Ele derreterá este gelo, e as águas correrá novamente.

Pense nisto!

Pastor Edson Sobreira Alves

Igreja Batista Regular Maranata – Crato - CE



Nenhum comentário: