quarta-feira, 9 de junho de 2010

O cristão tem que ser feliz














É possível viver feliz diante de circunstâncias difíceis?
Por que acontecem tribulações em nossas vidas?
Nossa alegria não é baseada em circunstâncias boas, e nem a tristeza em circunstâncias ruins.

Paulo disse: “Regozijai-vos sempre” (I Tess. 5.16). A alegria é imperativa, é um mandamento apostólico. Se fazemos diferente, então estaremos desobedecendo a Deus.

O crente tem que viver em alegria constante, mesmo que haja momentos insatisfatórios, porque nossa alegria está baseada em Cristo Jesus. Ele é a nossa segurança, nossa satisfação, nossa esperança, nossa vida. Ele é a nossa alegria. O mundo busca segurança em sua própria capacidade, levantando muros, cercas elétricas, câmeras, etc. Mas, mesmo assim se sente inseguro, se sente triste.

As pessoas buscam satisfação nas conquistas de posições, de bens, de poder, e enquanto não conseguem estão constantemente tristes, mas quando conseguem ainda continuam tristes, porque desejam adquirir mais e nunca estarão satisfeitos.

A humanidade almeja esperança, uma esperança no próprio homem. Esperam mudança de comportamento, onde haja união, paz, solidariedade, harmonia, mas pelo contrário, quanto mais o homem adquiri conhecimento do mundo, mais se digladiam para se destacarem e estarem em evidência, neste ínterim, uns poucos se sobressaem e estes dominam a maioria de uma forma ainda escravagista, mesmo com aparências de cuidados, por isso ainda continuam tristes.

O mundo busca vida, mas não se dão conta de que por mais que fazem por si próprios, bucando longividade e aparência, e não se submetem a soberania do Criador, continuarão mortos, e assim, tristes.

Podemos nos regozijar diante das circunstâncias difíceis, primeiro porque somente os cristãos podem fazer isso, segundo porque isso não está baseado em circunstâncias externa que são passageiras, como nosso conforto, nossas riquezas, nossas posições, mas está baseada no poder eterno que habita em nós, quando não deixamos que o Espírito que vive em nós, se entristeça. Esse é o motivo de alegria constante, é o relacionamento com o Criador em constante oração, independente de tempo e lugar, falando com o Senhor, pedindo orientação em todo o nosso proceder e também meditando em Sua Palavra.

O que nos leva a estar feliz em todo o tempo é ter a certeza de que Deus está no controle de todas as coisas. Que mesmo em circunstâncias difíceis, Ele dará o escape, pois Ele não nos permite provações que não possamos suportar (I coríntios 10.13).

Seria como trabalhar duramente várias horas e dias no sol ardente queimando a pele, com sede e fome, sofrendo, mas contente, porque está confiante que a chuva virá para regar a terra, que a semente brotará, crescerá e colherá os frutos no tempo certo. Nossa alegria está baseada na confiança em Deus, na Sua Soberania, no Seu poder, no Seu Amor, na Sua bondade e também na Sua justiça, sabemos que o que plantamos colheremos (Gálatas 6.8).

O Crente deve ser alegre porque deve saber o que planta.

Às vezes recebemos ensinamentos duros do nosso Pai, Ele quer fixar em nossa mente o seu cuidado, o Seu amor.

Ser alegre quando tudo vai bem, até os “ateus” conseguem.

Seja alegre porque o Criador mandou, assim testemunhará com sua vida a alegria de viver em Cristo Jesus.

Pense nisto!

Pastor Edson Sobreira Alves

Nenhum comentário: