quarta-feira, 1 de agosto de 2012

CRISE EXISTENCIAL – UM VAZIO PARA SER PREENCHIDO

Falta algo em você que não consegue entender? Existe um vazio?

Quando pensamos em preencher um vazio, algo que completa um espaço, como um copo vazio que é preenchido por água, uma bola de borracha que é preenchido por ar ou uma sala cheia de cadeiras que será preenchida por pessoas. Estes três objetos sem seus respectivos conteúdos não são funcionais. Se não forem utilizados para o que foram feitos se tornarão inúteis e perderão seus valores.

O ser humano, inicialmente, foi feito cheio, completo, mas agora precisa ser preenchido! Entretanto, por mais que ele procure preencher esse vazio, ele fica frustrado e nunca atinge essa satisfação. Contudo, procura preencher de diversas formas. Primeiro, com coisas materiais, para isso há necessidade do papel-moeda, do “Money”, dinheiro. Então como dinheiro é difícil, ele procurou uma saída paliativa, e encontrou o famoso dinheiro de plástico, o cartão de crédito, se pelo menos usassem o cartão de débito seria menos prejudicial. Mas, para usar cartão de crédito só é necessário, pelo menos, ter dinheiro no vencimento, no entanto, muitas pessoas ignoram este principio e acumulam um problema ainda maior. As pessoas compram! Compram! Compram. Adquire qualquer coisa como roupas, joias, carros, casas, viagem, silicone, menos rugas, etc., finalmente chegam à conclusão de que continuam com o vazio, mas sempre tentam novamente. Muitos até casam (casamento-instituído por Deus, homem e mulher) para preencher o vazio, e até tem filhos para suprir essa necessidade. Estudam muito, alguns trabalham o dobro, outros nem tanto. Alguns ganham rios de dinheiro que compra “tudo”, mas nada consegue atingir o objetivo. Outros acham que precisam de status e tudo fazem para serem conhecidos, os que não têm dinheiro querem aparecer no “Face book” e fazem todo o seu Marketing esperando a honras do “curtir” e “compartilhar”, estes já receberam seu galardão (Mateus 6:5), outros almejam ser políticos e até ganham muito dinheiro e status, mas agem com hipocrisia apertando a mão de todos. Mas nenhum destes consegue preencher o vazio. Alguns saem de seu estado natural e vão viver com os outros do mesmo sexo (Romanos 1:26, 27). Fazem passeatas, desfiles querem ser notados e defende uma causa insana, um lugar na sociedade, mas depois, tarde demais, em sua velhice, descobrem que não conseguiram preencher o vazio. Muita gente, crianças, jovens e adultos buscam preencher o vazio nas drogas, entram em um ciclo vicioso que dificilmente sairão. As pesquisas mostram um alto índice de seu destino final, a morte.

Depois de tantas tentativas, cada um deles pergunta: “Por que nasci?” “Por que existo?” “Para onde vou”? O que acontece após a morte? Existe vida após a morte? E por que tenho esse corpo? Somos também espírito? Pra onde o espírito vai?

A crise existencial atinge todo o ser humano até o momento que é tocado pelo Criador. Apesar de tão inteligentes desprezam algo que é tão claro e tão perto em suas vidas.  Lutam por suas vidas somente direcionadas no físico, mas esquecem de que a vida é mais espiritual.

Ficamos tristes e perguntamos por que tanta gente não entende.

Fomos feitos para adorar o Criador e quando voltamos a reconhecer isso estaremos completos.

Como o pecado obscureceu a mente humana e passaram a adorar a própria criatura, achando como deuses alimentaram o egoísmo crescente o maior fermento do vazio no interior do homem. Paulo é claro afirmando isso em Romanos 1:25: “pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!”.

Fomos criados, somos descendentes do primeiro homem (anthropos) e da primeira mulher.



Se você não acredita então ainda continua ignorância, pois ainda não sabe da comprovação cientifica que testificou que toda raça humana provem de um único óvulo. Gênesis 5:4 diz “Depois que gerou a Sete, viveu Adão oitocentos anos; e teve filhos e filhas”.

Recebemos o folego da vida. O Criador soprou em nossas narinas. O corpo foi feito. Em Gênesis 2:7 Moisés registrou: “Então, formou o SENHOR Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente”. Realmente somos formados das substancias da terra.

O homem foi incumbido de povoar a terra cuidar e dominá-la. Gênesis 1:28 fala sobre isso: “E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos e multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo que rasteja pela terra.”.

Fomos feitos a imagem e semelhança do Criador. E então, por que sentimos um vazio?

O vazio que o homem sente é o contrário do que não existia no filho de Deus que habitou entre nós. O Apóstolo Paulo em sua carta aos Filipenses 2:7 usa a palavra grega “Kenosis” que foi traduzida para “esvaziou-se”. O primeiro homem, Adão, perdeu aquilo que era mais precioso no homem à salvação, se é que podemos dizer assim, o homem não precisava de salvação, pois até então não havia nenhuma punição, nenhuma transgressão. Mas numa atitude de desobediência ao Criador ele se esvaziou, perdeu todos os privilégios, vida eterna... desde então busca preencher este vazio a todo custo. Por outro lado, o Senhor Jesus, o segundo Adão, embora Ele sendo o Cristo e tendo todos os direitos, privilégios e honras da divindade – dos quais era Ele digno e nunca poderia ser destituído deles. Sua atitude não foi de apegar aquelas coisas ou à sua posição, mas a de estar disposto a abdicar delas por um período (Filipenses 2:5-8). Então, por causa do pecado. Nosso vazio só é preenchido por Deus. O Senhor Jesus Cristo é a única solução que preenche o vazio existencial do homem que foi perdido, esvaziado com sua queda no jardim do Éden. Perdeu a eternidade, envelheceu e morreu, perdeu a comunhão com Deus, o trabalho emocionante, satisfatório de cuidar da criação de Deus, sem dor, sem raiva, sem angustia, sem inveja, orgulho e sofrimento.

Não havia mais solução para o homem, jamais poderia suprir o vazio adquirido pela desobediência, mas pela misericórdia de Deus, Ele providenciou Seu Filho Unigênito como propiciação para o pecado do homem. Para isso, Ele se deu, sendo Deus tornou-se homem, sendo mestre, tornou-se servo, sendo Rei tornou-se súdito, mas seu nome será glorificado por todas as nações.

Um homem e uma mulher juntos se completam física e emocionalmente, foi assim que Deus os criou, mas espiritualmente eles são vazios se não tiverem Deus em suas vidas.

Aqueles que reconheceram o pagamento da conta do pecado que tinham e não poderiam pagar sozinho, e que Cristo fez na cruz para pagar estes pecados, assim, Ele se tornando também nosso Senhor, pois comprou-nos por um precioso preço.  Esses que pela misericórdia de Deus entendem tudo isso são convidados a encher suas vidas do santo Espírito de Deus e assim nunca mais se sentirem vazios.

Você é convidado a preencher este vazio. Você quer?

Pense nisto!

Pr. Edson Sobreira Alves

Igreja Batista Regular em Mangabeira – João Pessoa - PB





                                                                                                                                                                

Nenhum comentário: