terça-feira, 11 de junho de 2013

Ele conheceu você antes da fundação do mundo.

“Porquanto aos que de antemão conheceu”, Romanos 8:29a. Quando o apóstolo Paulo nos fala através da epístola aos Romanos no capítulo 8 sobre a predestinação, em nossa mente, ficamos indagando do porque de termos sido escolhidos por Deus para sermos salvos. Olhamos em nossa volta e vemos uma multidão de pessoas benevolentes que poderão ir para a eternidade sem Deus. Mas Deus me escolheu, não por presciência, no sentido de saber que eu aceitaria o chamado de Deus, ou seria um pastor de uma de suas igrejas, mas pela pura misericórdia dEle. Na carta de Paulo aos romanos 8 encontramos a chamada “Corrente Dourada” que é formada pela presciência, predestinação, justificação e glorificação. A palavra presciência é instigante para muitos teólogos que tem discutido sobre a escolha de Deus, de algumas pessoas que foram separadas por Ele para fazer parte de Sua família por adoção como filhos e assim também sendo coerdeiros com Seu Filho, Jesus Cristo (Romanos 8:17). Portanto, expresso em algumas linhas abaixo meu conceito de presciência, tudo isso serve para mexer mais nossas mentes e refletirmos em nossa gratidão ao Criador pela tão grande dádiva que nos foi dada gratuitamente. A presciência, traduzida por “de antemão conheceu” significa que Deus em sua Onisciência já tinha um relacionamento com aqueles que ele escolheu. O amor demonstrado por nós neste tempo presente já acontecia na eternidade passada antes da fundação do mundo. O tempo para Deus não é dividido em passado, presente e futuro como nós entendemos. Assim, quando Ele nos vê, Ele já sabe todas as coisas que pensamos e que estamos fazendo e o que iremos fazer daqui a um minuto, isso já aconteceu antes dEle ter dito em algum tempo passado “haja luz” (Genesis 1:3). É incrível! Podemos imaginar que foi nesse momento em que ele nos amou, nos escolheu e que foi independente do que faríamos no nosso futuro. Na nossa mente parece ser inconcebível, mas ficamos fascinados com o que nosso Criador fez conosco, foi muito mais do que entrar em uma máquina do tempo e se tele transportar para nossa geração e nos escolher observando pelo que estávamos fazendo naquele momento. Olhar pra nós no momento em que recebemos Jesus como Senhor e Salvador de nossas vidas, no momento em entramos no seminário, que aceitamos ir para o Gambia como missionário, ou quando fomos escolhidos para ser professor na escola dominical. Então Ele voltaria lá para eternidade passada em sua máquina do tempo e registraria em seu computador de última geração o meu nome. Não, não foi desta forma. Deus olha para sua criação e vê tudo acontecendo ao mesmo tempo, passado, presente e futuro e ele consegue distinguir cada acontecimento em cada vida humana ou em qualquer outra parte de Sua criação. Precisamos entender que a escolha que Deus fez por mim ou por você foi algo extraordinário de um ato de misericórdia. Pois nada fizemos para sermos escolhidos, não compramos um bilhete da loteria, não nos escrevemos em um concurso federal, ou universal, não estudamos o assunto para tirarmos boas notas e depois de nossos testes serem analisados pela Trindade, ainda tivemos algumas etapas eliminatórias como testes de resistência física ou espiritual e finalmente veio o resultado: você passou na posição milésima centésima decima primeira. Mas, conseguiu ser chamado, na lista estava o seu nome e assim você passou no teste e foi escolhido. Agora faz parte da família real, a posição mais privilegiada de toda humanidade. Podemos imaginar muitas coisas, mas uma é certa. O nosso Deus é incrível, o Seu amor é incomparável e a sua misericórdia dura para sempre, pois se não fosse assim estaríamos perdidos eternamente. Ele já vivia o nosso presente, já vivia o nosso futuro e já vivia a nossa vida eterna. Pastor Edson Sobreira Alves Igreja Batista de Mangabeira – João Pessoa - PB

Nenhum comentário: